fbpx
Você está lendo

POR DENTRO DO MOVIMENTO DAS “TINY HOUSES”

0
Falando de Arquitetura, It Ark

POR DENTRO DO MOVIMENTO DAS “TINY HOUSES”

Por dentro do movimento das Tiny Houses - Destaque

POR DENTRO DO MOVIMENTO DAS “TINY HOUSES”

Que muitas casas e apartamentos estão diminuindo de tamanho muitos já sabem, porém, o movimento de “simplificar” a vida dentro de um cotidiano cada vez mais conturbado e estressante está dando inicio a uma nova forma de habitar.

Por dentro do movimento das Tiny Houses (1)
Casas pequenas que esbanjam “criatividade arquitetônica” (Foto Pinterest)

As casas com espaços diminutos, onde cada “buraquinho” é aproveitado cem por cento para mais de uma forma de uso – as chamadas “Tiny Houses” ou “Micro-casas” – vêm ganhando cada vez mais adeptos seguidores.

Por dentro do movimento das Tiny Houses (9)
Panos de vidro jogam luz para dentro desta casa, cuja forma arquitetônica, apesar de simples, confere à residência singular complexidade (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (15)
Quase uma “casinha de bonecas”; por segurança, casas como esta, feitas para serem deslocadas, devem obedecer aos limites de tamanho estabelecidos pela legislação (Foto Pinterest)

Minimalistas ao extremo, nestas casas diminutas o que falta em metros quadrados é compensado em criatividade, inteligência e otimização de espaço, o que faz com que seus moradores possam aproveitar mais tempo com que realmente curtem fazer ao invés de perder horas organizando e limpando a casa.

Por dentro do movimento das Tiny Houses (19)
Toda a praticidade do interior de uma Tiny House, onde móveis possuem mais de uma função e compartimentos se “multiplicam” por toda a parte; nenhum espaço é desperdiçado (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (18)
Soluções de espaço; a cama levada ao mezanino, sua escada de acesso também torna-se uma estante, porta de correr no banheiro para não ocupar o espaço preenchido pelo banco suspenso por cordas amarradas ao mesmo mezanino (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (4)
A cama do casal disposta acima da cozinha e do banheiro; a entrada de luz farta e ventilação fica por conta das janelas “maxim-ar” por quase toda a volta da casa (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (17)
Banheiro, cozinha, lavanderia e sala, tudo “harmoniosamente” combinado (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (10)
Apesar de pequenas, não necessariamente estas casas são desprovidas de um décor e acabamentos refinados; destaque para esta escada em ferro retorcido que dá acesso ao quarto do casal no mezanino (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (11)
Tons sóbrios, madeira de demolição e um “que” de industrial conferem todo o aconchego para esta casa (Foto Pinterest)

Mais ainda, este tipo de moradia acaba por aproximar muito seus moradores em decorrência do menor espaço, fato cada vez mais raro em um momento em que a tecnologia “hiperativa” acaba por “afastar” as pessoas do convívio em sociedade.

Por dentro do movimento das Tiny Houses (12)
Pequenos espaços como este, apesar de restringir consideravelmente a privacidade, promovem um aumento do convívio de seus moradores e suas interações (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (14)
Neste estilo de moradia, o “pé-direito” costuma ser generoso, facilitando a circulação de ar no interior da casa (Foto Pinterest)

Outro ponto positivo é a maior convivência ao ar livre; estas casas são projetadas para que os morados aproveitem ao máximo seu entorno e desenvolvam um maior “senso de comunidade” entre vizinhos.

Por dentro do movimento das Tiny Houses (7)
Uma vizinhança inteira de charmosas Tiny Houses; aumento do bom convívio entre vizinhos (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (6)
Aqui, além de todo o lazer externo e da paisagem, os moradores “literalmente” moram em uma “casa na árvore” (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (2)
Este projeto ganhou até uma pequena estufa para plantas com ligação direta para a residência; incrivelmente a casa toda pode ser transportada para outro local, conforme a conveniência dos moradores (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (20)
Impossível permanecer dentro de casa quando o exterior parece invadir a residência, graças à enorme porta tipo “basculante” que, mediante um engenhoso sistema de correr, pode ser totalmente puxada para o teto da casa (Foto Pinterest)
Por dentro do movimento das Tiny Houses (16)
Com paredes feitas inteiramente em madeira de demolição, esta casa foi construída sem retirar as árvores do local e ainda se “apropriou” do jardim natural de seu entorno (Foto Pinterest)

Apesar de todas as dificuldades que este tipo de moradia pode apresentar, as vantagens para as famílias que optam por restringir seu espaço superam em muito os pontos negativos. Passado o período de adaptação à nova forma de morar o que falam seus moradores é “…como consegui viver tanto tempo de outra forma que não esta?!!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Siga-nos